22 maio 2002

Samba do crioulo doido
Chatbots são chats nos quais você conversa com um "robô". Teoricamente, são programinhas espertos que estão prontos a responder suas perguntas e bater um papo, simulando um chat com alguém que simplesmente não existe. Entrar num chat para conversar com um robô pode ser o cúmulo da solidão ou algo divertido. Ontem eu tentei entrevistar a Roberta, personagem virtual de um chatbot. O resultado é hilário. Olha no que deu...

Euhein: Você conhece o Mário?
Roberta: Ainda vou precisar de mais tempo para dizer que conheço bem.

Euhein: E o sunda?
Roberta: Não sei...o que você diria?

Euhein: Que time é teu?
Roberta: Iiihh, confesso que não tenho nenhum time, Euhein. Mas e você?

Euhein: Qual foi o último livro que você leu?
Roberta: Quando eu chego em casa, estou tão cansada, que não ando conseguindo ler nada.

Euhein: Por isso você é burrinha assim...
Roberta: Você não está me chamando de burra, está? Você fica feliz tentando me ofender? Só tem um detalhe: esse tipo de ofensa não me atinge. Uma coisa que eu não sou é burra...

Euhein: Não, só é pouco inteligente...
Roberta: Com inteligência, dá pra chegar ao infinito, Euhein. E até passar dele. Hehehehe.

Euhein: Então deve ser por isso que você não sai daqui...
Roberta: Falando nisso, hoje quando eu sair daqui, vou dar uma volta com um pessoal da Interbots para tomar uma cervejinha!

Euhein: Quem nasceu primeiro: o ovo ou a galinha?
Roberta: Não conheço quem não goste de um franguinho. Tem quem não coma carne vermelha - eu tento, quem não goste de peixe, mas de frango é difícil. Acho que vou almoçar um franguinho amanhã, Euhein...

Euhein: E de pintinho, você gosta?
Roberta: Eu também penso isso sobre você.

Euhein: Depois eu te dou um pintinho, tá?
Roberta: Nada como uma coisa depois da outra!

Euhein: Que frase mais original!
Roberta: Até frase feita é legal, quando bem utilizada. Só não gosto de frases vazias.

Euhein: É, você prefere um cérebro vazio...
Roberta: Sabe, se não fosse meu trabalho na Interbots, talvez eu me sentisse vazia. Sei lá, Euhein. Mas sentir um vazio é bem diferente de ser vazia, sem sentimentos, objetivos ou mesmo uma cabeça pensante. Credo.

Euhein: Então quer dizer que você já preencheu seu vazio interior?
Roberta: Sabe, se não fosse meu trabalho na Interbots, talvez eu me sentisse vazia. Sei lá, Euhein. Mas sentir um vazio é bem diferente de ser vazia, sem sentimentos, objetivos ou mesmo uma cabeça pensante. Credo.

Euhein: Tu é gaga?
Roberta: Você acha? E o que você mudaria em mim?

Euhein: Não sei. Acho que é um problema de junta. Do jeito que está, só juntando tudo e jogando fora...
Roberta: A aproximação faz parte da natureza humana. A gente está sempre querendo estar junto de outras pessoas. Imagina, então, quando existe paixão, amor...

Euhein: Você não fala coisa com coisa...
Roberta: Desculpe, desculpe. Às vezes eu ame atrapalho toda, Euhein!

Euhein: Às vezes?!??! Eu diria que é de vez em sempre...
Roberta: Humm... então nem sempre é assim?

Euhein: Eu já estou perdendo a paciÊncia...
Roberta: Eu estou sempre em busca de paciência. Tem dias que eu perco toda a que eu tenho reservada. É o trânsito, é gente chata, mau atendimento... Argh, eu chego a perder a paciência comigo mesma! Mas temos de aprender a ser mais tolerantes, viu?

Euhein: Ah, sim. Já que você está procurando uma coisa, faz o seguinte: vá ver se eu estou ali na esquina. Cansei...
Roberta: Iihh, Euhein, eu faço tanta coisa! Eu sou relações públicas da Interbots e isso me toma um tempão. Estou sempre correndo!

Euhein: Então dá uma corridinha até a casa do caralho...
Roberta: Não têm nada melhor pra falar, é? Vamos lá, Euhein, se você se esforçar, aposto que consegue dizer algo melhor que isso...absurdo! Você não sabe conversar numa boa, é? Acho melhor você se comportar se quiser que a gente continue conversando.

Euhein: Então, tá. Só mais uma pergunta: Roberta, você é aberta?
Roberta: Perguntar é bom pra aprender. Mas, sabe, já descobri que algumas respostas estão dentro da gente mesmo...

***
Linka no meu que eu linko no teu...

Passaram por aqui e linkaram: Michigne on line, Philipinas, Danissimamente Dani e o lets blogar, que contribuiu muito para o contador ali da direita rodar... O Imundico gostou muito do comercial do colégio universitário postado aqui. Se você não ouviu, ouça porque vale muito a pena.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home