14 janeiro 2003


Querido Diário,
Eu já fui atriz pornô, mas desisti da profissão porque, por mais que eu trabalhasse, atriz pornô anda sempre fodida. E ator pornô, então, está sempre duro. Vida de ator pornô não é mole não...
Depois de passar por um processo de recrutamento intenso, uma atriz pornô, escolhida a dedo, começa sua carreira. A rotina das gravações é um saco. Algumas atrizes se arrependem e vivem chorando sobre o leite derramado. Eu tinha que decorar todas as minhas falas: em algumas cenas, eu falava oh yes 3 vezes, seguidos de quatro oh no e cinco yes, yes.
Mas tem seu lado divertido também. Em alguns momentos, ser atriz pornô é muito gozado. Chega a ser esporrante. O fato, querido diário, é que o pessoal desse meio é muito metidinho. As meninas vivem babando o ovo do diretor. E, sinceramente, eu não dou para isso. Quer dizer, até dou, mas tem que combinar o preço com meu cafetão.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home